Pecuaristas do Pantanal recebem conhecimento técnico da Trouw Nutrition em parceria com o WWF- Brasil para produzir mais, sem abertura de novas áreas

9 dezembro 2020

Pecuaristas do Pantanal recebem conhecimento técnico da Trouw Nutrition em parceria com o WWF- Brasil para produzir mais, sem abertura de novas áreas

Iniciativa contribui com a conservação do fluxo hídrico do Pantanal, na parte alta da Bacia do rio Paraguai   

A região de Rochedo, Corguinho e Rio Negro, concentra diversas nascentes de importantes rios do Pantanal de Mato Grosso do Sul. Nessa bela região, desponta a pecuária de corte como importante opção econômica para geração de emprego e renda. O desafio da convivência da produção com a preservação levou o  WWF-Brasil a implantar, em 2019, o programa BPA Nascentes do Pantanal, que consiste na capacitação dos pecuaristas em boas práticas agropecuárias. O projeto identificou a necessidade de as fazendas pecuárias produzirem mais, sem aumentar a área. “Nesse cenário, a nutrição aparecia como um dos principais fatores de aumento da produtividade. Para transformar essa realidade, a Trouw Nutrition enxergou a possibilidade de transferir tecnologia para os pecuaristas da região, por meio de técnicas robustas de produção de carne com menor uso de recursos”, informa João Benatti, gerente de produto para Ruminantes da Trouw Nutrition. 

Flávia Araujo, analista de conservação do WWF-Brasil, destaca que o projeto também tem como prioridade estimular a colaboração, o associativismo e a troca de experiências entre os pecuaristas. “Por meio de capacitação e disseminação de conteúdos técnicos, buscamos fortalecer a cadeia de produção sustentável de carne bovina. O Pantanal depende do pulso das águas, e suas nascentes estão na região do planalto, onde é prioritário levar conhecimento e fomentar a adoção de boas práticas de conservação e novas formas de produzir mais e melhor, respeitando uma das maiores áreas inundáveis do planeta”, explica. 

“Estamos animados com esta iniciativa. Não há dúvidas de que a adoção de práticas sustentáveis é rentável. Juntamente com o WWF-Brasil, produzimos materiais informativos que mostram como é possível ter mais animais na mesma área a partir da realização do correto manejo de pastagem, conservação do solo e uso de tecnologia na suplementação de animais a pasto”, enfatiza João Benatti. Para o acompanhamento técnico, a consultoria agropecuária Boviplan oferece o apoio especializado e soluções gerenciais que se adequam a realidade do negócio na região.   

Mesmo diante da pandemia, o programa não parou e continua sendo executado por meio de trocas de experiências no formato digital e acompanhamento técnico presencial. Segundo Flávia Araujo, os produtores mostraram-se engajados em aprender e compartilhar as práticas modernas em suas fazendas. “Os interessados ainda podem se inscrever para receber os conteúdos técnicos e participar do nosso grupo. Todos podem contribuir com informações e vivências do negócio”, completa a responsável do projeto pelo WWF-Brasil. 

“Nos conteúdos técnicos, explicamos como fazer suplementação do gado usando farelo de algodão, casca de soja e gérmen de milho, entre outros insumos. Com isso, os pecuaristas têm ganhos de produtividade e não precisam ampliar as áreas de criação. A sustentabilidade responsável é um dos pilares da Trouw Nutrition, sempre focada em maior produção com menor impacto ambiental. Acreditamos que esse é o futuro da cadeia de proteína animal”, reforça João Benatti. 

Para saber mais sobre o projeto e como participar, acesse: 

https://www.wwf.org.br/natureza_brasileira/areas_prioritarias/pantanal/bpa_nascentes_pantanal/