Tecnologia Dry contribui para aumento da produtividade dos pecuaristas da região Sul no período de chuvas

9 agosto 2019

dry-tecnologia-regiao-sul.JPGAs chuvas frequentes ou inesperadas representam um problema muito comum nessa época do ano na região Sul do Brasil. Nesse período, os pecuaristas precisam estar atentos aos suplementos minerais que, uma vez molhados, absorvem a água e formam blocos ou crostas que atrapalham o consumo dos animais. Essa situação provoca prejuízos, já que há baixa ingestão de suplementos, o que impede o correto desenvolvimento dos bovinos e impacta negativamente o retorno econômico das fazendas. Atenta a esse desafio, a Trouw Nutrition, uma das líderes mundiais em nutrição animal, desenvolveu a tecnologia Dry, que possibilita que os suplementos minerais permaneçam secos, mesmo após molhados pela chuva. Isso ocorre porque a tecnologia Dry impede a absorção de água pelo produto.

“É claro que o baixo consumo de alimentos é prejudicial para o desempenho dos animais, mas outro ponto de atenção é a perda de balanceamento de parte dos nutrientes. A deficiência de certos minerais tem impactos muitas vezes não perceptíveis, como redução do potencial de produção e da imunidade e falhas reprodutivas, com diminuição da taxa de prenhez”, aponta João Benatti, Gerente de Produto Ruminantes da Trouw Nutrition.

Cobrir e proteger o cocho são fundamentais para manter a qualidade da mistura e, assim, evitar desperdícios e menor consumo pelos animais.

Entretanto, mesmo que a suplementação ocorra em fazendas com boa infraestrutura, onde há proteção contra as chuvas, algumas não impedem que os suplementos minerais tenham contato com a água. E nesses casos, os prejuízos são imediatos.

“Os suplementos minerais são fornecidos em cochos, que, dependendo da estrutura, podem ser vulneráveis à ação da chuva. Por representarem parte significativa dos custos de uma fazenda, evitar perdas é fundamental para o aumento da produtividade e rentabilidade do projeto pecuário. O uso de tecnologias inovadoras, como a Dry, mineraliza o rebanho de forma adequada, possibilitando o normal desenvolvimento dos animais”, explica João Benatti.